20140324180626_660_420

O Baidu denunciou a desenvolvedora de softwares PSafe na Justiça de São Paulo, nesta sexta-feira (14), por forjar informações sobre competidores e praticar concorrência desleal. Os desdobramentos do processo podem levar a empresa a sofrer multa superior a R$ 500 mil e ser obrigada a deixar a loja de apps Google Play.

O caso teve origem há duas semanas, quando a desenvolvedora do antivírus móvel PSafe Total, passou a enviar para sua base de usuários uma mensagem de alerta contra um app rival, o DU Speed Booster.

Segundo o Baidu, uma perícia revelou que todas as vezes em que um usuário do app PSafe total tenta instalar a aplicação rival, uma mensagem de alerta o adverte de que o DU Speed Booster é uma aplicação que pode “representar riscos” ao usuário por “pedir permissões excessivas” para fins possivelmente “maliciosos”.

Softwares de antivírus, por natureza, pedem muitas permissões a qualquer sistema operacional em que sejam executados, basicamente porque a função essencial de rastrear vírus exige que o motor de detecção realize checagens em diferentes diretórios. Por este motivo, pode ser compreensível que, por erro, um app gere alertas contra outro que, em tese, deveriam ser eliminados quando se percebe o equívoco. De acordo com perícia realizada a pedido do Baidu, no entanto, o alerta é intencional, e seguido por outras práticas desleais.

Um usuário do PSafe Total, por exemplo, que remova qualquer app de seu smartphone, logo recebe uma “sugestão” para excluir outros apps que, supostamente, são pouco usados. O Baidu descobriu que a recomendação sempre incentiva o usuário a excluir apps da empresa, como DU Speed Booster, DU Battery Saver e Baidu Browser. Estas opções já aparecem “ticadas” para remoção.

Durante um teste realizado pela perícia, um celular Android com vários apps do Baidu frequentemente utilizados e também PSafe Total instalados, teve o aplicativo Angry Birds removido. Na sequência, o PSafe Total recomenda que se excluam também os apps da Baidu e, de quebra, apresenta quantos MB seriam “liberados” da memória do dispositivo.

A ação movida pelo Baidu exige que a PSafe remova os falsos alertas, as sugestões de desinstalação baseadas em falsas premissas e se retrate junto a todos usuários impactados pelas informações desonestas e ofensivas por eles divulgados, além de indenização por perda e danos no valor inicial de R$ 500 mil. O pedido judicial solicita ainda que, de forma cautelar, o app PSafe Total seja removido da loja Google Play, a fim de cessar as perdas em curso contra os apps rivais.

Atualizada às 19h22

Em nota, a PSafe afirmou não ter recebido qualquer notificação judicial sobre a denúncia e declarou que está à disposição das autoridades brasileiras para quaisquer esclarecimentos necessários: “É com indignação e estranheza que a companhia recebe os ataques feitos pela Baidu, tendo em vista que a Justiça já se posicionou favorável à PSafe em duas liminares por crime de concorrência desleal em um processo movido pela PSafe contra a Baidu no início deste ano”, explica a companhia.

20150814170145_660_420

De olho na segurança de seus clientes, o TD Bank Group e a MasterCard lançaram um projeto que vai permitir que os correntistas realizem transações bancárias utilizando o batimento cardíaco no lugar da senha.

O programa piloto será testado nos próximos meses em Toronto, Regina e Ottawa, no Canadá. As pessoas selecionadas para participarem da experiência deverão utilizar uma pulseira inteligente equipada com a tecnologia NFC, cadastrada com os cartões e capaz de medir os batimentos do coração dos usuários.

Em vez de usar um padrão de senha ou a autenticação em dois fatores, o sensor de batimentos da pulseira vai verificar a identidade do usuário usando os batimentos e a biometria.

A Nymi, empresa que desenvolveu a pulseira, acredita que a tecnologia no futuro pode ser utilizada para abrir portas de carros, desbloquear computadores e dispositivos móveis e até substituir chaves e cartões.

Via DailyDot

20150814165939_660_420

O Google terminou ontem a distribuição da versão 7.8 do Google Play Services – uma série de programas voltados para oferecer novas possibilidades aos desenvolvedores, e facilitar seu trabalho. Uma das novidades, a Mobile Visions API, permite a desenvolvedores criar aplicativos que reajam a expressões faciais de iamgens ou mesmo de vídeo ao vivo dos usuários.

A Mobile Visions API inclui uma série de tecnologias de reconhecimento facial, que permitem ao dispositivo, por exemplo, saber se o usuário está de olhos abertos ou fechados, ou se ele está sorrindo ou sério. A partir das informações recuperadas das imagens, desenvolvedores poderão programar diferentes funções para os aplicativos.

Por exemplo: um aplicativo poderia capturar imagem da câmera frontal para determinar se o usuário está sorrindo ou não. Caso ele não esteja, o aplicativo poderia mostrar imagens fofinhas para tentar fazê-lo sorrir. A API, no entanto, não funciona como reconhecimento facial: em outras palavras, ela não consegue saber de quem é a cara que ela está vendo. A API consegue também reconhecer códigos de barras.

Mensagens próximas

Outra nova API lançada na versão 7.8 do Google Play Services é a Nearby Messages API. Ela permite que o dispositivo descubra e se comunique com outros dispositivos próximos. Com isso, os desenvolvedores conseguirão incluir em seus aplicativos opções mais variadas de interações com outros usuários próximos.

Seria possível, por exemplo, criar aplicativos voltados para um local, e que permitissem que usuários nesse local criassem conteúdo colaborativamente, tomassem decisões por meio de votação e formassem grupos. Os smartphones conseguirão se comunicar não apenas por meio de conexões WiFi e Bluetooth, mas também por sons ultrassônicos que carregam informação. O vídeo abaixo (em inglês) ilustra algumas das novidades:

APIs e Google Play Services

A sigla API significa “Application Programming Interface” (interface de programação de aplicação). As diferentes APIs que são disponibilizadas aos desenvolvedores de aplicativos podem ser pensadas como as ferramentas que eles têm para criar seus programas.

O Google Play Services é o conjunto total de ferramentas que a empresa disponibiliza para os desenvolvedores. Conforme os smartphones e os softwares do Google vão se tornando mais desenvolvidos e ganhando novas funcionalidades, a empresa lança atualizações ao Google Play Services com novas APIs que permitem aos desenvolvedores acessar e utilizar as novidades.

20150213212729_660_420

Os rumores de que a Apple vai lançar um carro elétrico ganham fôlego com a notícia de que a empresa estaria procurando lugares para testá-lo. A informação vem do The Guardian, que recebeu documentos que provam isso.

De acordo com a reportagem, engenheiros da Apple se encontraram, em maio, com representantes de uma antiga base naval perto de São Franscisco, que tem 5 mil acres e se chama GoMentum Station. A Contra Costa Transportation Authority é a dona do local – o maior campo para testes de veículos automáticos na região, já tendo sido usado por empresas como Acura, Mercedes-Benz e Honda.

Num dos e-mails obtidos, o engenheiro da Apple Frank Fearon escreve para a GoMentum propondo um acordo a respeito da disponibilidade do local, do tempo e de como eles coordenariam com outros que estariam usando o espaço. Ele também pediu o layout e fotos do solo, assim como ideias de como ele poderia ser usado.

Em entrevista ao mesmo jornal, o diretor executivo da Contra Costa Transportation Authority, Randy Iwasaki, disse: “Nós tivemos que assinar um contrato de não-divulgação com a Apple. Nós não podemos falar nada além de que eles entraram em contato e estão interessados”.

20150813111156_660_420

A Xiaomi recentemente aproveitou o dia do evento da Samsung para apresentar dois novos smartphones: o Redmi Note 2 e o Redmi Note 2 Prime. E uma imagem vazada recentemente no site chinês Weibo mostra que mesmo a versão não-Prime do aparelho promete um desempenho bem competitivo.

A imagem em questão mostra o desempenho do dispositovo em um benchmark, lado a lado com outros aparelhos como o Galaxy S5, o Google Nexus 5 e o G3, até pouco tempo um dos tops de linha da LG. E o Redmi Note 2 supera todos eles no teste. Veja a imagem abaixo:

Reprodução

Os dispositivos que ficam logo atrás do Redmi Note 2 são o OnePlus One, o HTC One M8, o Huawei Ascend Mate 7 e o Xiaomi Mi 4, que não são comercializados no Brasil. Em seguida, aparecem o Samsung Galaxy S5, o Xiaomi Mi3, o Nexus 5 e o G3 da LG.

O Redmi Note 2 conta com um processador x10 octa-core de 2GHz da MediaTek, 2GB de RAM, 16GB ou 32Gb de armazenamento, câmera traseira de 13MP e frontal de 5MP e uma bateria de 3000 mAh.

20150609104346_660_420

Uma versão inteira do robusto iOS com ajustes para eliminar as incompatibilidades do Apple Play denota que há um esforço dentro a gigante de tecnologia para alavancar o player de streaming de música, que hoje divide mercado com aplicativos que já caíram no gosto popular, como Spotify e Deezer.

Detalhadamente, a serviço de música da Apple aprimorou a estabilidade para ativação da biblioteca do iCloud. Isso permite que as músicas que o usuário deseja ouvir fiquem sempre sincronizadas em todos o dispositivos que rodam o aplicativo. Outro bug denunciado por vários usuários era uma falha que ocultava faixas recém-adicionadas ao sistema. Esse, entre outro erros, foram corrigidos nessa nova atualização.

Para migrar para a versão 8.4.1 é preciso ir em Configurações e acessar as Atualizações do Sistema. A nova versão pode ser instalada em qualquer dispositivo que já tenha previamente a versão 8 do iOS.

Via 9to5Mac